O jeito mais fácil de descobrir seu ID no Facebook

Tags

,

Especial Fábrica de Natal

Olá pessoal!

Faz tempo que não escrevo aqui, pois tem sido uma correria só. Mas hoje trarei uma dica curta e rápida sobre como encontrar seu ID no Facebook. Existem muitas dicas por ai que ensinam como encontrar sua ID no Facebook que me parecem muito complexas. Além do mais, este método que vou postar mostra como fazer isso, e ainda tem uma vantagem para nós desenvolvedores, pois retorna as informações num formato jSon.

Bem, para isso, é simples, basta ir ao endereço: http://graph.facebook.com/flaviowd o que vai te retornar algo como abaixo

{
   "id": "1032601264",
   "name": "Fl\u00e1vio Ara\u00fajo",
   "first_name": "Fl\u00e1vio",
   "last_name": "Ara\u00fajo",
   "link": "http://www.facebook.com/flaviowd",
   "username": "flaviowd",
   "gender": "male",
   "locale": "pt_BR"
}

Obviamente você vai trocar o flaviowd pelo seu nome no Facebook.

😉

Anúncios

Utilize href=tel ou href=callto

Tags

, ,

Com mais e mais usuários usando serviços e aplicações VOIP como Skype e Google , uma boa opção é adicionar aos números de telefone um atalho para que o dispositivo do usuário acione a aplicação para efetuar a ligação. Isso evita do usuário ter que decorar o número para digitar em seguida ou mesmo ter que seleionar o telefone e copiar e colar, o que nem sempre é uma tarefa simples, principalmente em dispositivos móveis.

Agora um pequeno porém, existem duas sintáxes para isso: Uma para iPhone/iPad e outra para Skype.

Sintáxe para iPhone/iPad

<a href="callto:01112345678">Ligue para mim</a>

Sintáxe para Skype

<a class="hiddenSpellError">class="hiddenSpellError">href="tel:01112345678">Ligue para mim</a>

Outras considerações

Abaixo deixarei outros links para aprofundar sobre o assunto. Na lista ArqHP rolou uma boa discussão sobre tema, sobre como escrever corretamente o número do telefone, se deve utilizar o código do país etc etc etc. Outros já criaram um código java script para trocar o valor do atributo href=tel para href=callto caso o agente do usuário seja iPhone/iPad.

Referências

Relato: Como foi o segundo UX Camp

Tags

,

Neste sábado 13 de agosto, rolou o Segundo UXCamp. Se você não sabe o que é o UXCamp é melhor ler este texto.

Participei das discussões dos temas a seguir:

De modo geral, uma assunto esteve em pauta nas três discussões: Comunicação entre os times envolvidos nos projetos.

Muitas pessoas bateram nesta tecla, com questionamentos como: O que é uma documentação boa para encaminhar aos times? Como comunicar  as tarefas? Devem os desenvolvedores conhecer um pouco mais sobre o universo dos UXer´s (generalizemos assim), Designers e vice-versa? Ou seja, UXer´s e Designers devem aprender a programar um pouquinho que seja, mesmo que apenas por diversão para que possam entender que nem sempre as coisas são simples como imaginamos 😉

Com relação a UX versus Desenvolvedores, o ponto alto (que eu me lembre ao menos) foi exatamente, a questão da comunicação, das partes envolvidas entenderem o trabalho dos demais profissionais envolvidos no projeto, e que sim, os desenvolvedores podem ter ideias melhores para um dado problema, ou ajudar a resolver um problema com uma solução mais simples do que aquela que tenha sido proposta 😉

Agora, focando o primeiro tema da lista, Currículo, cursos e mercado de UX, alguns pontos levantados foram: Qual o currículo básico para um Arquiteto de Informação / Analista de UX? Livros? Cursos valem mesmo a pena, ou é melhor pegar alguem sem conhecimento e treinar? Devemos ou não devemos contratar pessoas com formação técnica para trabalhar com A.I e UX ou não? Outro ponto foi com questão a desatualização da academia com relação as disciplinas de A.I, UX etc e também da falta de pesquisadores e professores para ministrar estes conteúdos na academia.

Com relação a UX Ágil foi bem bacana poder contribuir e ajudar  a explicar (rapidamente) à galera o que é Desenvolvimento Ágil, e que isso não significa necessáriamente Scrum. Ágil também é XP (do inglês eXtreme Programming) e até dei uma pincelada sobre Programação Pareada e muita gente ficou meio  “abismada” com a ideia :O

Por fim, rolou uma votação informal para qual bar nós iríamos após o UXCamp e também propuseram temas para o WUD 2011. Postarei as fotos das votações logo abaixo 😉

Não deixe de ler também o post da UPA São Paulo sobre como foi o Segundo UXCamp.

Se quiser saber como foi o Primeiro UXCamp, leia este post que publiquei aqui.

Este slideshow necessita de JavaScript.