Conversando com meu amigo Diogo Menezes esses dias, que é programador em PHP, comentei com ele sobre a dificuldade que estava sendo encontrar uma dica de como utilizar includes e sua sintaxe correta para (obviamente) incluir um outro arquivo dentro de uma página HTML.

Pensando nisso, resolvemos escrever em conjunto este tutorial.

Há algum tempo, era muito comum os desenvolvedores utilizarem o recurso dos frames e iframes para adicionar/fazer chamada de outros arquivos como HTML, ASP, PHP etc para dentro de um outro arquivo, e ainda hoje, algumas pessoas ainda utilizam este recurso.

Porém, este recurso está em desuso, por uma série de razões que não vem ao caso agora explicá-las.

Portanto, os comandos de include do PHP, por exemplo, vieram como uma mão na roda para substituir os velhos frames e iframes.

Portanto, imagine, por exemplo, sites grandes com menus com muitos itens, como o UOL, Terra, Submarino, Americanas.Com etc.

Você desenvolve todo o site, cria o seu menu todo bonitinho, mais aí, de repente numa determinada página do site um link está quebrado ou apontando pro lugar errado. Ou pior, em várias páginas, algum ou alguns itens do menu estão quebrados.

Verificar link por link, página por página, seria um trabalho gigantesco, cansativo, tomaria um tempo mais que precioso, e ainda assim, você corre o risco de alguma coisa acabar escapando e algum erro permanecer.

Portanto, seria interessante se houvesse uma maneira de criar um único arquivo, que seria o menu do site e utilizar este único arquivo em todo o site. É aí que entram os includes.

Pois bem, imagine a seguinte estrutura básica de um site:

<div id=“geral”>
<div id=“topo”></div>
<div id=“menu”></div>
<div id=“corpo”></div>
<div id=“rodape”></div>
</div>

Da maneira como geralmente fazemos seria da seguinte forma, ou seja, dentro da div menu, colocaríamos os itens do menu, da seguinte forma:

<div id=“menu”>
<ul>
<li> Home </li>
<li> Empresa </li>
<li> Cursos </li>
<li> Localização </li>
<li> Contato </li>
</ul>
</div>

Portanto, você pode criar um outro arquivo separado somente com os itens do menu, sua formatação, etc, ou seja, você vai criar um único arquivo onde a única coisa que tem dentro deste arquivo é o menu do site.

Portanto, dentro da div menu, usando PHP, você faria da seguinte maneira:

<div id=“menu”><?php include ’menusite.htm’; ?></div>

Onde menusite.htm é o arquivo que contém somente o código html do menu.

E se por acaso o usuário exibir o código fonte do seu site, ele verá somente o código html, como vc nem tivesse usando o include.

Enfim, se algum dia você precisar excluir itens do menu, ou quiser acrescentar mais itens ao menu, a única coisa que você precisa fazer e alterar o que você quiser num único arquivo, enviá-lo para o servidor novamente e pronto, todo o site estará devidamente atualizado, já que o site utiliza um único arquivo para a navegação, um único código centralizado.

Outra dica também que você pode utilizar os includes, são, por exemplo, para o rodapé do site, que pode ou não sofrer alterações constantes em seu conteúdo.

Suponhamos que no rodapé do seu site esteja o seu telefone e o seu email de contato e você precise mudar o conteúdo do rodapé.

Basta editar um único arquivo e tudo estará atualizado novamente em segundos.

Ou ainda, imagine uma página de um site de um hotel, onde em todas as páginas do site apareça um texto informando sobre uma tarifa promocional. Enfim, vai ser moleza atualizar estes dados sempre.

Existem varias formar de se incluir arquivos utilizando php, abaixo seguem as 4 principais formas:

include ‘arquivo’;
include_once (“arquivo”);
require ‘arquivo’;
require_once (“arquivo”);

O manual das funções include e require pode ser visto nos links abaixo
http://www.php.net/manual/pt_BR/function.include.php
http://www.php.net/manual/pt_BR/function.require.php

Upgrade no post em 02/04/07

Um tutorial do W3C Sobre o mesmo assunto: http://www.w3schools.com/php/php_includes.asp

Bem, espero que seja de grande ajuda este texto, e quem tiver mais idéias ou sugestões, escreva um comentário.